Casa Umbanda Candomblé Localização Contato
         

 

 

História

 

Títulos

 

Social

 

Um pouco da história...

 

            A Yalorixá Natália nasceu na cidade de Porto, em Portugal e veio para o Brasil com 13 anos, iniciando sua preparação em 1974 no Templo de Umbanda Ogum Beira Mar, da Babalorixá Nena. Ao consultar com a entidade chefe Ogum Beira Mar, o mesmo disse-lhe sobre a mediunidade da mesma.

            Sua inicialização foi um tanto complexa, pois, seus pais portugueses católicos, não aceitariam o espiritismo, já que sua avó paterna, em Portugal, incorporava e tinha muitos problemas com a justiça, pois em Portugal na época não era permitido o espiritismo, visto ser a religião oficial deste país a católica. No início escondia sua mediunidade de seus pais. Foi o Exu Asa Negra,  se manifestando na sala da casa dos pais, que disse: "Meu nome é Asa Negra, estou aqui para ajudar a quem precise e esta matéria necessita trabalhar e prestar a caridade, portanto, só peço permissão para trabalhar".

            Os pais de Natália temerosos dos problemas que isto poderia ocasionar pelos problemas encontrado em Portugal, disseram que não queriam isto para a menina, sendo esta a resposta do Exu: "Esta matéria precisa trabalhar, se o temor de vocês é por problemas de justiça, nesta terra a religião é livre, não havendo problemas para a menina ou qualquer pessoa". Os pais então solicitaram a entidade que ele nunca cobrasse nada de ninguém, o que eles achavam errado e portanto o Exu prometeu que nunca seria cobrada a caridade a quem procurasse. 

            Em 1977 ela casa-se com Raul Pacheco, que também freqüentava a casa de Ogum Beira Mar e fundou-se o Templo de Umbanda Nossa Senhora da Conceição e Caboclo Pisa N'Areia na Rua Coronel Meirelles, 639 - Penha - São Paulo. Durante dois anos foi ali a sede do Templo, vindo em 1979 a mudar-se para Suzano, onde permanece até os dias de hoje na Rua Maria Clara Tavares, 211 no Bairro Jardim Casa Branca. Em 1983 a casa foi declarada de Utilidade Pública pela Lei Municipal n. 1966/83 de 13 de Setembro daquele ano pelos trabalhos prestados tanto no âmbito religioso quanto social, destacando-se a festa em louvor a São Cosme, São Damião e Doun, hoje tradicional na cidade, sendo realizada para o público sempre no penúltimo domingo do mês de setembro, com atrações diversas e distribuição de lanches, doces, sucos, brinquedos, algodão doce, pipoca, roupas, alimentos de forma gratuita a todos os presentes, e no dia 27 de setembro para os filhos e freqüentadores a festa religiosa em louvor aos santos.

            A casa mantêm seus trabalhos de Umbanda toda quinta-feira a partir das 20:00 horas totalmente gratuitos,  e as festas da Umbanda também estão marcadas na seção Calendário Umbanda.

            Hoje a Iyalorixá Natalia também é iniciada no Candomblé desde 1993, em 2014 Ebamy Elza de Oxum passa a cuidar da orientação religiosa de Mãe Natália D'Oxum e desta casa. A Casa realiza Xirés ao orixás no Barracão aberto em 2004 com o nome de Ilé Axé Omin D'Osun, que em breve passaremos a relatar.